RPA - NeoCognitiva

RPA, ou o Robotic Process Automation se trata de um conjunto de tecnologias que permite que atividades, tarefas, ou até mesmo, fluxos de trabalho inteiros que ocorrem entre departamentos da empresa, sejam automatizados em meio computacional.

Trabalhos repetitivos, ou que seguem regras de negócio que são claramente definidas, mesmo que complexas, são grandes candidatos ao RPA, que poderá desempenhar, em parte ou no todo, o referido processo, interagindo com os sistemas da mesma forma como um usuário humano faria, demandando para isso integrações de baixa complexidade e baixo impacto.

Semelhante a uma caixa cheia de tijolos de brinquedos de montar, essas tecnologias oferecem inúmeras possibilidades prontas que se integram com sistemas, aplicativos, bancos de dados, ERPs e dispositivos da empresa.

Essas plataformas são flexíveis em termos de modelagem de processos e construção de workflow, de um modo aderente às diversas e complexas regras que regem processos empresariais.

O processo robótico desempenha as atividades como trabalhadores virtuais, e seguem as regras de negócio pré-estabelecidas na ferramenta para desempenhar as rotinas para as quais ele foi designado.

Um processo construído em uma plataforma RPA, e depois de pronto, se torna uma solução sob medida para automatizar tarefas e rotinas empresarias, conferindo ganhos de produtividade, redução de custos, aumento de escala, maior controle e visibilidade do processo, produção de indicadores de desempenho, redução ou até eliminação de falhas humanas, melhora na percepção de qualidade do serviço, entre muitos outros ganhos, podendo também absorver outras funcionalidades ao longo do tempo e amadurecer através do conceito de melhoria contínua.

O uso da computação cognitiva e a inteligência artificial multiplica as possibilidades dessa tecnologia, possibilitando que a máquina tome decisões melhor ponderadas em casos em que as regras não são tão claras, possuem muitas exceções ou mais de uma decisão entre múltiplas opções é correta, usando para isso também o aprendizado adquirido pelo histórico e resultado de interações anteriores.

Entre as áreas de negócio e aplicações que podem ser servidas por essa tecnologia, podemos enumerar:

  • Processos logísticos, expedição, transporte, comprovantes de entrega;
  •  Processos contábeis, conciliações, faturas, contas a pagar e a receber;
  • Faturamento, notas fiscais, boletos, pagamentos e cobrança;
  • Processos comerciais, pedidos, cotações, encomendas;
  • Gestão de Contratos, valores, vencimentos e renovações;
  • Gestão de ativos, estoques, inventários e relatórios;
  • Auditoria de relatórios de despesas de viagem;
  • Análise de Risco, análise de crédito;
  • Compliance, auditoria, detecção de atividades suspeitas;